Entretenimento

5 filmes para o Oscar da minha vida

fevereiro 18, 2015

Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook e inscreva-se no Rotation.

 

E eu voltei a fazer posts do Rotarooooots! Passei por um bom tempo desanimada com tudo, mas prometi e depois das férias voltei com tudo e to preparando algo novo toda semana. Só que, mesmo amando falar sobre vida saudável e bem estar, acho gostoso sair um pouco do assunto e escrever sobre coisas diferentes.

oscar-selfie-mude-me-destaque-gif

No domingo, temos a premiação do Oscar. Pra variar, eu assisti a quase nenhum filme indicado, rsrsrs. Então, vou falar sobre 5 filmes que marcaram minha vida de alguma forma ❤ (eles não estão organizados em ordem de importância, todos são importantes e separei conforme vinha à minha cabeça).

Não sou nem de longe uma super crítica de filmes, o meu único método é: gostei ou não. Gosto de uns filmes que os outros acham um boxta e detesto filme que outros gostam. Acontece, simples assim.

1. A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça – Fábulas da Disney

fabulas-disney-lenda-cavaleiro-sem-cabeca-off-topic-mude-me

Os filmes da Disney marcaram muito minha infância, mas esse é especial. Acho que esse foi o primeiro “filme” de terror ao qual assisti! Sim, da Disney! Devia ser uma criança de uns 5 anos e tinha um VHS com duas histórias (primeiro “O Príncipe e o Mendigo” e depois essa). Eu gostava de ver, mas pedia pro meu pai ficar do meu lado porque morria de medo!

Encontrei no YouTube, tem meia horinha e me traz uma sensação de nostalgia muito gostosa – aqui.

 

2. De Repente 30

jenna-rink-cinco-personagens-rotaroots-mude-me

Sinopse: Jenna Rink (Christa B. Allen) é uma garota que está descontente com sua própria idade, já que seus colegas mais populares da escola não lhe dão atenção, seus pais ficam sempre no seu pé e o garoto por quem está apaixonada nem sabe que ela existe. A única amizade que Jenna possui é Matt Flamhaff (Sean Marquette), seu vizinho. Para tentar reverter a situação Jenna decide por ter uma grande festa para o seu 13º aniversário, convidando todos os adolescentes que conhece. Porém o que deveria ser sua consagração se transforma num grande desastre, após Jenna ser trancada em um armário devido a uma brincadeira e ser completamente esquecida pelos demais presentes na festa. Triste, Jenna faz um pedido: virar adulta de repente, para ter a vida com que sempre sonhou. O pedido milagrosamente se torna realidade e, no dia seguinte, Jenna (Jennifer Garner) desperta em 2004 e com 30 anos de idade. De início Jenna fica assustada com as novidades de sua vida, mas aos poucos fica cada vez mais encantada por ter se tornado tudo aquilo que sempre sonhou ser. Porém, quando tenta reencontrar Matt (Mark Ruffalo), Jenna descobre que perdeu contato com ele há vários anos e que agora ele está prestes a se casar.

Eu sou a pessoa mais ansiosa do mundo e, desde sempre, tudo o que eu quero é adiantar o tempo pra “idade do sucesso” – que eu realmente acho que será meus 30 anos, por aí. O que mais me marca nesse filme, é uma música e eu posso dizer que essa é a música da minha vida. Vienna, do Billy Joel, (pra mim) fala sobre uma pessoa ansiosa que precisa dar uma acalmada pra aproveitar o presente. Juro que fico um tantinho emocionada quando ouço, e não tem como não lembrar do filme, que é fofo demais também. Coloquei aqui um vídeo que achei com a música e a parte do filme em que ela toca, muito amor.

 

3. Star Wars: Episódio I – A Ameaça Fantasma

darth-maul-obi-wan-kenobi-star-wars-mude-me

Sinopse: Quando a maquiavélica Federação Comercial planeja invadir o pacífico planeta Naboo, o guerreiro Jedi Qui-Gon Jinn (Liam Neeson) e seu aprendiz Obi-Wan Kenobi (Ewan McGregor) embarcam em uma aventura para tentar salvar o planeta. Viajam com eles a jovem Rainha Amidala (Natalie Portman), que é visada pela Federação pois querem forçá-la a assinar um tratado político. Eles têm de viajar para os distantes planetas Tatooine e Coruscant em uma desesperada tentativa de salvar o mundo de Darth Sidious (Ian McDiarmid), o demoníaco líder da Federação que sempre surge em imagens tridimensionais (a ameaça fantasma). Durante a viagem, Qui-Gon Jinn conhece um garoto de nove anos que deseja treiná-lo para ser tornar um Jedi, pois o menino tem todas as qualidades para isto. Mas o tempo revelará que nem sempre as coisas são o que aparentam.

Eu sou muito apaixonada pelo universo Star Wars, o Episódio I não é o meu favorito, mas ele marca minha vida porque acho que tentei assitir a esse filme por TRÊS VEZES (!!!). No primeiro Natal com o Vi, dei pra ele tooodos os DVDs da saga, tentamos assistir duas vezes e eu sempre ficava com sono. Então, saiu no cinema a versão 3D e fui dar uma chance novamente (mais de 1 ano depois). Resultado: amei e aí o Vi teve toda paciência de assistir a todos os episódios comigo.

 

4. O Diabo Veste Prada

andrea-sachs-meme-cinco-personagens-rotaroots-4-mude-me

Sinopse: Andrea Sachs (Anne Hathaway) é uma jovem que conseguiu um emprego na Runaway Magazine, a mais importante revista de moda de Nova York. Ela passa a trabalhar como assistente de Miranda Priestly (Meryl Streep), principal executiva da revista. Apesar da chance que muitos sonhariam em conseguir, logo Andrea nota que trabalhar com Miranda não é tão simples assim.

Eu aaaaamo esse filme! Primeiro porque ele é realmente gostoso de assistir (acho que já vi mil vezes e não canso), mas quando entrei na vida profissional ele passou a fazer muito mais sentido. Eu estou há 5 anos aqui na empresa e há 3 anos mudei de setor. Aparentemente, minha chefe não botava muita fé em mim, então ela me lembra muuuito a Miranda. E eu tenho a sensação de que tinha que me esforçar tanto quanto a Andy pra conseguir sua atenção e sua confiança. As coisas melhoraram bastante desde então, e tem uma parte do filme que serviu demais pra mim na época e me ajudou a trabalhar melhor. A personagem da Anne Hathaway está reclamando pra um colega de trabalho sobre a Miranda não gostar dela e a frase dele foi perfeita pra mim na época. Então, se você tá num momento difícil com seu chefe no trabalho, espero que ajude rs:

“Andy, fala sério. Você não está tentando. Você está resmungando. O que você quer que eu te fale? Você quer que eu fale, ‘Coitadinha. A Miranda tá implicando com você. Coitadinha. Coitada da Andy’? Hmm? Acorda. Ela está apenas fazendo seu trabalho. (…) Nesse lugar, onde tantas outras pessoas morreriam pra trabalhar, você só suporta trabalhar. E você quer saber por que ela não dá um beijo na sua testa e te dá uma estrelinha dourada pelo seu trabalho no fim do dia. Acorda, querida.”

 

5. Harry Potter – a série todinha

harry-potter-pedra-filosofal-voldemort-mude-me

Sinopse: tá de brincadeira, né? Hahaha.

Sou apaixonada por Harry Potter, devorava os livros e fazia contagem regressiva pra assistir aos filmes. Claro, tem um que eu gosto mais ou menos, mas a série toda marcou partes diferentes da minha vida. No primeiro, eu tinha uns 10 anos e mal conseguia olhar pra tela quando o rosto de Voldemort apareceu na cabeça do professor Quirell. E assisti ao último – na pontinha da cadeira do cinema – com o Victor, meu então noivo, uns 10 anos depois.

 

Conta aí quais são os filmes pro Oscar do sua vida também!

Sinopses: Adoro Cinema

Posts Relacionados:

Discussão

Deixe um Comentário